home notícias Mercado e Negócios
Voltar Voltar
14/11/17
Dia Mundial do Diabetes: doença já atinge 9% da população brasileira
Segundo pesquisa do Ministério da Saúde, índice de diabéticos cresceu 61,8% em dez anos
Iasmyn Gordiano

O diabetes atinge 16 milhões de brasileiros, cerca de 9% da população, segunda a Organização Mundial da Saúde (OMS). Em estudo recente do Ministério da Saúde, notou-se que em 10 anos o índice cresceu 61,8% em maiores de 18 anos que moram em capitais. O distúrbio, causado pelo mau funcionamento do pâncreas que não produz insulina, mata mais de 70 mil pessoas por ano no Brasil. Esta é uma disfunção que não escolhe sexo ou idade. Como consequência da falta de tratamento e monitoramento, a doença pode evoluir e causar complicações, como a perda de visão, infarto do miocárdio, AVC e insuficiência real.

De acordo com o médico endocrinologista e presidente da Associação Nacional de Atenção ao Diabetes (ANAD), Fadlo Fraige Filho, o diagnóstico precisa ser feito com rapidez. "É essencial que se realize o diagnóstico das complicações para o diabetes, como o teste de proteinúria relação albumina /creatinina - que mede se a urina tem quantidades elevadas de proteína – auxiliando no diagnóstico de hipertensão e doença renal", explica o especialista. Em clínicas e ambulatórios da rede pública o prazo para a realização do exame, interpretação e prescrição médica pode levar até seis meses.

Dia Mundial do Diabetes 
 
O Ministério da Saúde vem fazendo campanha para alertar a população sobre o crescimento da doença no país. Entre 2006 e 2016, o número de diagnóstico de diabetes passou de 5,5% para 8,9%. O ranking é liderado pelas mulheres: 9,9% da população feminina declarou ter a doença, enquanto 7,8% dos homens obtiveram o diagnóstico. Entre as doenças associadas ao diabetes, uma das mais alarmantes é a doença renal crônica. Segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes4, a chance de um portador de diabetes desenvolver a doença renal é de 30%. O crescimento do diabetes está associado a mudanças dos hábitos alimentares e falta de prática de atividade física. De acordo com uma pesquisa do Ministério da Saúde, 18% da população das capitais brasileiras consomem alimentos doces em cinco ou mais dias da semana. Esse comportamento é mais comum entre jovens de 18 a 24 anos (26,2%), seguido pela faixa etária de 25 a 34 (20,6%). 

O Sistema Único de Saúde (SUS) oferece gratuitamente atenção integral para aqueles que já têm o diagnóstico da doença. O SUS ainda disponibiliza ações de detecção, controle, prevenção e tratamento medicamentoso, incluindo insulina. Ainda são disponibilizados reagentes e seringas nas unidades de Atenção Básica de Saúde, para monitoramento do índice glicêmico. O Ministério da Saúde tem parceria com mais de 34 mil farmácias privadas em todo o país, com o projeto Aqui Tem Farmácia Popular, que também distribui medicamentos gratuitos, entre eles o cloridrato de metformina, glibenclamida e insulinas.

Em ações que visam diminuir os índices de diabetes, o Ministério da Saúde assumiu como compromisso deter o crescimento da obesidade na população adulta até 2019, através de políticas intersetoriais de saúde e segurança alimentar e nutricional durante o Encontro Regional para Enfrentamento da Obesidade Infantil, realizado em março, em Brasília.

Não se trata de uma doença única, mas de um conjunto com características em comum provocada por diferentes situações. Há quatro tipos de diabetes. No diabetes tipo 1, o pâncreas produz pouca ou nenhuma insulina e ocorre mais na adolescência. O tipo 2 da doença é caracterizado pela resistência das células à ação da insulina. Já o diabetes gestacional é provocado pelo aumento excessivo de peso da mãe. Existem também casos de diabetes associados a outras patologias, como as pancreatites alcoólicas e uso de certos medicamentos.

Os testes laboratoriais são altamente importantes para diagnosticar o tipo da doença e o tipo de controle. As metas ou os resultados ideais para alcançar no tratamento da enfermidade são definidos pelo médico que acompanha o paciente.



PUBLICIDADE

Newsletter

Cadastre-se e receba as novidades do Diagnosticoweb em seu e-mail

agenda

facebook

© Copyright 2012, Diagnósticoweb . Todos os direitos reservados.